Escolha uma Área

  • Institucional
  • Notícias
  • Documentos
  • Clubes
  • Regulamentos
  • Calendário
  • Resultados
Siga-nos
Melgaço coroou os Campeões Nacionais de BTT Maratonas
Classificações e fotos: aqui

A disputa do Campeonato Nacional de Maratona (XCM) levou os melhores "fundistas" do BTT nacional a Melgaço numa corrida de perfil exigente (90 km, com 2658 metros de "acumulado" de subida) que ficou assinalada com o triunfo de Rúben Almeida (BTT Seia) em elites. Ana Antunes (Ser e Parece Pro Bike Team) venceu em elites femininas. No "destino de natureza mais radical de Portugal" também triunfaram André Filipe (Master 30), Raquel Marques (Master 30 – Femininos), Carlos Gomes (Master 35), Luís Coelho (Master 40), Margarida Gomes (Master 40 – Femininos), Carlos Soares (Master 45), José Rosa (Master 50), Adelino Cruz (Master 55), Manuel Pinto (Master 60) e Hélder Maximino (Paraciclismo C).

A vitória de Rúben Almeida foi conseguida ao cabo de 4h10m23s de prova e com uma margem folgada de quase dois minutos sobre o anterior detentor do troféu Tiago Ferreira (DMT Racing Team). José Dias (DMT Racing Team) fechou o pódio.
O triunfo de Rúben Almeida, natural de Póvoa do Vale do Trigo (Belazaima do Chão) e anterior campeão nacional de XCM (2012) interrompeu a série de triunfos de Tiago Ferreira, que se sagrou vice-campeão mundial de maratona em 2017 e que, desde 2015, não perdia o título nacional Elite na corrida da especialidade. 
Na corrida de Elites Femininos (com 67 km e 1980 de acumulado, a mesma distância das categoria de masters a partir de 50 anos e dos paraciclistas de classe D) venceu Ana Antunes (ser e Parece Pro Bike Team). No pódio, Ana Antunes foi acompanhada por Celina Carpinteiro (BTT Loulé/Elevis) e Ilda Pereira (Casa Myzé Team). 
Nas restantes categorias foram consagrados/as os seguintes campeões/ãs nacionais: André Filipe (CPR A-do-Barbas) em Master 30, Raquel Marques (ASC-Focus Team-Vila do Conde) em Master 30 Femininos, Carlos Gomes (Viveiros Vítor Lourenço) em Master 35, Luís Coelho (BTT Seia) em Master 40, Margarida Gomes (Transfor-FatimaBTT) em Master 40 Feminino, Carlos Soares (Saertex Portugal | Edaetech) em Master 45, José Rosa (Ser e Parecer Pro Bike Team) em Master 50, Adelino Cruz em Master 55, Manuel Pinto (Saertex Portugal | Edaetech) em Master 60 e Hélder Maximino (360º Bike Trail) em Paraciclismo C.
A equipa BTT Seia venceu a classificação coletiva de elites e a Transfor - Fátima BTT a de masters.
Na promoção destacaram-se Válter Lima (Spac BTT na Maratona e João Pedro Peixoto (UCVNF / Soniturismo / Eugénios) e Ana Filipa Silva (BTT Seia) na Meia-Maratona.. 
Depois de Melgaço ter acolhido em 2017, com assinalável êxito organizativo, etapas das Taças de Portugal de Ciclocrosse e de Maratonas e do 29º Grande Prémio do Minho em ciclismo de estrada, o Município mais a Norte de Portugal recebeu em janeiro o Campeonato Nacional de Ciclocrosse, em março uma prova do Campeonato do Minho de BTT XCO - Cross Country Olímpico e no dia 10 de junho o Campeonato Nacional de Maratonas, estando ainda previsto para este ano o início e final de uma etapa do Grande Prémio do Minho em ciclismo de estrada (7 de julho).
A 3ª Maratona BTT Vila de Melgaço - Campeonato Nacional de Maratonas foi promovida em conjunto pela Melsport - Melgaço, Desporto e Lazer E.M., Associação de Ciclismo do Minho e Federação Portuguesa de Ciclismo do Minho, com o apoio de diversas entidades.
Pretendendo assumir-se como um evento de referência que contribua para a promoção da prática desportiva e que corresponda ao crescente interesse por atividades de BTT, a Maratona visa igualmente potenciar a marca Melgaço e tudo o que a referida aporta a vários níveis, como a gastronomia, cultura, história, costumes, desporto de Natureza entre outros.

 

~

Actualizado em 11 Junho 2018